Procurando Nutriologista Especialista em Recife | Dr. Sávio Cardoso

 
FORTALEZA, Brazil - Nov. 16, 2021 - PRLog -- Mas ela chega a fazer mal aos rins mesmo?  Infelizmente, como eu disse, ainda tem que tente fazer essa relação entre proteína e dano renal, mas com as revisões que já foram feitas sobre o assunto, esse é um ponto que nem se deveria mais discutir, porque não ocorre esse efeito adverso com a ingestão de proteína. Isso independe se o consumo veio da carne, do ovo, ou mesmo de suplementos como o whey. Esse mesmo receio acontece ainda com a creatina, também sem justificativa científica.

Estudos que avaliaram a ingestão de proteína pelos participantes não chegaram a observar nenhuma alteração significativa dos marcadores de função renal. Um deles chegou a utilizar uma alta quantidade, 4,4 grama por quilo de peso, o que é muito. Imaginem que, nesse estudo, uma pessoa de 70kg precisava consumir 308 gramas de proteína ao dia, o que seria equivalente e comer no dia cerca de 1,5 kg de carne. Estudos mais longos, por exemplo, um ano com uma dieta alta em proteína, também não mostraram alterações.

Quando se faz um consumo maior de proteína, a taxa de filtração glomerular (TFG) e o fluxo sanguíneo renal podem aumentar em até 10 a 15% sem que isso traga qualquer efeito prejudicial ao rim. É como se os nossos rins tivessem essa capacidade de ajuste da sua função diante de um aporte protéico maior. Claro que estamos aqui falando de um rim com função preservada. Pessoas com função renal já alterada, essas sim, precisam ficar mais atentas. Provavelmente esses rins já não tenham a mesma capacidade de reajuste de função para dar conta de um consumo aumentado de proteína e esses casos precisam ser analisados individualmente. São exceções e não uma regra, para nossa tranquilidade.

Mas será que também é permitido consumo da quantidade que se quiser? Bom, tudo em excesso pode vir a ser prejudicial. Um consumo proteíco extremamente aumentado talvez possa sim, cronicamente, sobrecarregar o rim, mas aí não estamos falando de consumos comumente prescritos pelos profissionais, mesmo naqueles casos onde se busca hipertrofia. Mesmo que costuma prescrever consumos mais aumentados, faz isso baseado em valores aceitáveis e já testados cientificamente. A verdade é que não existe hoje motivo para uma pessoa com função renal preservada deixar de fazer o consumo adequado de proteína ou mesmo suplementar com whey ou creatina, quando necessário. Na dúvida, sugiro que procure um nutrólogo para lhe orientar em Recife sobre como deve ser o seu consumo individual.

Visite https://cardosoeavila.com.br/nutrologia/ para obter detalhes.

Contact
Company Name: Cardoso & Ávila
Website: Cardosoeavila.com.br
***@cardosoeavila.com.br
End
Email:***@cardosoeavila.com.br
Tags:Nutrologo
Industry:Medical
Location:Fortaleza - Ceará - Brazil
Account Email Address Verified     Account Phone Number Verified     Disclaimer     Report Abuse
ONE80/20 PRs
Trending News
Most Viewed
Top Daily News



Like PRLog?
9K2K1K
Click to Share